Lesões Não Cariosas e HMI

0 reviews
0 out of 5

70,00

70,00

Selecciona un idioma
This option is required
Portugués
Autor
This option is not required
Zanatta, Rayssa Duarte, Danilo Feres, Murilo
Clear selection

Lesões Não Cariosas e HMI

Rayssa Zanatta / Murilo Feres / Danilo Duarte

 

Sumário:

  1. Desgaste dental não carioso: conceitos, diagnóstico e aspectos clínicos
  2. Desgaste dental: prevalência e fatores de risco
  3. Prevenção e controle do desgaste dental
  4. Hipersensibilidade dentinária cervical – etiologia e tratamento
  5. Soluções clínicas para a HMI – hipomineralização de molares e incisivos

 

Prefácio:

Compartilhamos da premissa de que um livro dedicado à saúde e à qualidade de vida humana necessariamente expressa pensamentos, estabelece conceitos e elucida interesses recorrentes: Educação, Protocolos e Decisões Clínicas. As obras historicamente lançadas ao longo das edições do CIOSP sempre confirmaram esses propósitos!
Reafirmamos esse desígnio com as edições que agora anunciamos sob o formato inovador de Coletâneas. Ousamos em adjetivar de inovador ao tempo que rompemos com o modelo de um livro único, configuração tradicionalmente publicada em edições anteriores do CIOSP. Desenhamos as Coletâneas como uma experiência que há de encontrar receptividade e sucesso junto aos leitores, o que certamente forjará uma nova identidade editorial que vislumbramos para os próximos CIOSPs.
Os leitores perceberão prontamente que as ideias que ensejaram essa obra pautam pela contemporaneidade dos temas escolhidos, pela sustentabilidade econômica e ambiental expressa pelo volume dos exemplares e pela linguagem direta característica de uma comunicação moderna. A saber, os temas intitulados:

  • Primeiros Mil Dias do Bebê e Saúde Bucal: o que precisamos aprender!
  • Lesões Não Cariosas e HMI: o que precisamos saber!
  • Alinhadores Ortodônticos: Técnicas e Evidências.
  • Harmonização Orofacial: a outra face da Odontologia.

 

Enfim, as Coletâneas foram idealizadas e desenhadas de tal modo que, ainda que concisas, mantivessem do primeiro ao último capítulo um elo de coerência por onde perpassam valores éticos, científicos e clínicos. A força maior da obra vem, portanto, do modo em que os autores traduzem visualmente os efeitos estéticos de suas imagens, tabelas e gráficos, que vinculados aos textos criam um pacto entre evidências científicas, educação para a saúde e a prática clínica.
A Coletânea “LNC e HMI: o que precisamos saber!”  simbolicamente foi concebida pelos organizadores com o propósito de localizar, avaliar, selecionar e interpretar duas temáticas a saber: Desgastes dentais não cariosos e Hipomineralização Molar Incisivo.  Tal propósito está assentado na forma tangencial na qual são tratados esses dois assuntos, contrário ao destaque que, historicamente, clínicos, pesquisadores e formuladores de políticas públicas de saúde devotam à Cariologia.
Cada capítulo está organizado de forma atual, didática e prática, iniciando pelos conceitos dos desgastes já conhecidos pelos cirurgiões-dentistas, onde o leitor é convidado a compreender o diagnóstico diferencial, os aspectos clínicos de relevância e a interação de todos esses eventos, destacando a característica multifatorial dos desgastes não cariosos.
Em sequência, sínteses representadas por revisões narrativas e sistemáticas evidenciam os fatores de risco que contribuem para o desenvolvimento destes desgastes, informando os hábitos relacionados ao indivíduo, à dieta e às características do meio e ocupação.
Por coerência, destacamos uma diretriz objetiva sustentada na tríade: diagnóstico correto, atuação nos fatores causais e monitoramento periódico. Essa recomendação deságua em medidas de controle, prevenção e tratamento, acrescentando, ainda, um índice como ferramenta clínica para avaliação do risco e controle do paciente.
Realçando a Hipersensibilidade Dentinária, um dos sintomas mais comuns em desgastes erosivos e em lesões cervicais não cariosas (LCNCs), os autores apresentam a etiologia, os fatores de risco, bem como relacionam essa sintomatologia com as lesões não cariosas. Sublinhamos, adicionalmente, que um tratamento eficaz transcende o procedimento exclusivamente restaurador.
Dedicamos, em particular, um capítulo acerca da Hipomineralização Molar Incisivo, considerado um distúrbio de desenvolvimento do órgão dental, tema notadamente estudado pelo impacto que provoca na qualidade de vida do indivíduo e da população. Os autores transitam desde os fatores etiológicos, aspectos psicológicos e descrevem intervenções educativas, preventivas e curativas, organizando um guia prático de utilidade clínica.
Finalmente, agradecemos aos autores, que com rigor científico e clínico exibem um novo olhar e ampliam os horizontes de ação e atuação da Odontologia sobre esses temas.

Boa leitura!

Os organizadores